Criada em 08/05/1965

Av. 21 de Janeiro, 1999 – Caixa Postal 56
CEP 89 107-000 – Pomerode – SC
Fone/Fax (47) 3387 1200
E-mail: [email protected]

Pároco: Pe. Lauro Nunes

Comunidades
1. Nossa Senhora das Graças
2. Nossa Senhora do Rosário
3. Santa Terezinha
4. São José
5. Santo Antônio
6. Bom Pastor (Capela Ecumênica)

 

PEQUENO HISTÓRICO DA COMUNIDADE PAROQUIAL SÃO LUDGERO – POMERODE
Um livro de atas, manuscrito, do período entre 1875 e 1885 é precioso documento histórico da Paróquia São Ludgero, de Pomerode. Em belas letras e folhas amareladas, estão aí destacados os nomes das pessoas que doaram suas terras para a construção da Comunidade Católica: Bernardo Henkemaier e Hermann Enkrott. No livro de atas de 1896, encontram-se outros nomes de generosos benfeitores: o casal Andréas Weber e Antonia Weber.

O primeiro inventário dos objetos e imóveis pertencentes à Comunidade foi realizado aos 11 de novembro de 1906, e foi assinado por Pedro Kienen, Oscar Kühlewein, Wilhelm Dickmann e Bernard Lenfels, homens de boa vontade, homens generosos.

Segundo os documentos, os padres franciscanos de Blumenau cuidaram da Comunidade São Ludgero desde 1892. Em outra folha, encontra-se também que, no dia 10 de abril de 1876, certo senhor chamado “Blau” recebeu a quantia de vinte e oito vinténs pela pintura da Capela. Deste modo, temos uma prova evidente: em 1876 já existia, em Pomerode, uma igreja que foi pintada por um idôneo indivíduo.

No dia 05 de maio de 1965, Pe. Frei Francisco Freise, OFM, considerando as necessidades espirituais das pessoas e considerando o número crescente de habitantes da atual Paróquia da Catedral São Paulo Apóstolo, de Blumenau, apresentou à Cúria Diocesana de Joinville um requerimento para a criação da Paróquia São Ludgero.

O pedido foi atendido e as atividades administrativas e pastorais se multiplicaram, tais como: os primeiros batizados, os primeiros sepultamentos, as primeiras-comunhões, crismas e casamentos…

A história continua. Homens pioneiros lutaram, e continuam lutando os de hoje, por uma comunidade eclesial seguidora do Evangelho. Por isso mesmo, esta comunidade católica abre-se, na esperança, à desafiadora realidade do século XXI.

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário